Chefchaouen a cidade azul

Xexuão(em espanhol: Chauen; em francês: Chefchaouen ou Chaouen; em árabe: Shafshawan ou Shawan; em berbere: Accawen), por vezes chamada Barraxe ou Barraxá, nome pelo qual os portugueses conheciam o seu primeiro alcaide Mulei Ali Ibn Rachid, é uma cidade e comuna do norte de Marrocos, situada nos contrafortes das montanhas do Rife, 55 km a sul de Tetuão e 100 km a sul de Ceuta. Alcandorada nas encostas dos montes Kelaa e Megu, de onde provém seu nome, que significa "os chifres", a cidade é a capital da província homónima, a qual faz parte da região de Tânger-Tetuão. Em 2004 tinha 35 709 habitantese estimava-se que tivesse 38 684 em 2010.

Considerada um local sagrado por ali se encontrar o túmulo do santo padroeiro da região de Jebala, o sufista MoulayAbdeslam Ben MchichAlami (1140-1227), Xexuão teve fama de ser interdita a não muçulmanos, apesar de nela viverem muitos judeus. MoulayAbdeslam é o santo padroeiro da da região de Jebala e da tribo homónima. É considerado um dos "quatro pilares do Islão" e diz-se que sete visitas ao seu túmulo em anos consecutivos equivalem a uma peregrinação a Meca.

O que fazer em Chefchaouen:

  • Pode andar pelas ruas da cidade antiga para apreciar as ruas coloridas de azul e sentir a tranquilidade e silencio do local..
  • Pode visitar o castelo no centro da cidade, as cachoeiras nos arredores.